quarta-feira, 27 de maio de 2009

Restaurante Árabe - Dia de Califa

Plena segunda-feira e eu empenhado na seleção do pessoal da Amor aos Pedaços (vai ser uma equipe sem precedentes), quando recebo a ligação da Cejanna para tratarmos dos detalhes almoçando eu, ela e seu consorte Tiago.
A escolha foi o Árabe, que mesmo passando por reformas ainda está funcionando a todo vapor.
O lugar super aprazível, tem sua sala principal climatizada com o fundo adornado por um jardim de inverno que conserva em seu interior uma bela parreira, nos fazendo sentir num Oásis em meio ao acinzentado centro da capital de Goiás.
O habib aqui se refastelou com a deliciosa entrada de frios, com tabule, kibe crú, frito, esfihas abertas, coalhada síria, antepastos de abobrinha, berinjela, ... e um pão sírio quentinho assado na hora.
Após este despautério gastronômico intitulado de “entrada” já poderíamos ter ido embora que já teria valido muito á pena, porém eis que surgem por entre brumas vaporosas os pratos quentes...
Arroz com castanhas, com macarrão, com lentílhas, carré de carneiro assado com molho de hortelã, lombo de carneiro, kafta, charutos de todos os tipos e um sem número de iguarias que me fizeram bendizer meu antepassado Abd´el Rahman, o Califa de Córdova por ter levado essas maravilhas para a Espanha, disseminando o império mourisco e com isso essas iguarias pelo ocidente.
No fim, “aquele” cafezinho acompanhado com os fabulosos mantecatos e um docinho foleado com nozes e mel (que não estava lá tão gostoso) para finalizar a experiência.
Tal proza, contabilizando as 4 cocas e uma água custaram ao meu empregador R$ 150,00. Lembrando que foram 3 pessoas se refastelando, o valor tem um custo benefício formidável.

Um comentário:

  1. comida árebe é tudo de bom!
    no restaurante árabe, fica melhor ainda...

    ResponderExcluir