quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Prátaí Cult Bar – Batatas e arte ressuscitando o Bueno.


Há alguns anos (talvez décadas) o setor Bueno foi a Meca dos lugares interessantes de Goiânia, mas com o tempo, foi cedendo lugar para outros locais como o Marista, que hoje é a Beverly Hills goianiense.


Porém, eis que surge uma lufada de ar fresco longe das tumultuadas ruas de nosso polo gastronômico, um lugar onde a boa música, a arte, a boa comida e bebida se encontram em abundância, chamado Prátaí Cult Bar.

Na Av. T4 esq. com T13 (Ed.Absolut Business Style) fica este charmoso bar, que empresta seu nome (lê-se Prítí) da cultura irlandesa, cujo significado é...Batata!

Sim meus queridos, este maravilhoso tubérculo que faz a alegria do universo desde os mais tenros passos da humanidade e tão aproveitado pela gastronomia europeia é a especialidade da casa.


Com receitas de diversas partes do mundo, os simpaticíssimos Léo e Virgínia recebem seus clientes ao som de rock, blues, jazz e louge music de qualidade soberba.

Eu, o Murilo e nossas respectivas Luisa e Denise tivemos o prazer de visitar a casa no último sábado e ficamos muito felizes com o que vimos, bebemos e comemos.


Mesmo com a boa carta de cervejas importadas escolhemos abrir os trabalhos e acompanhar as saladas de entrada com a paraense Amazon Beer nos sabores Taperebá (R$12,50) e Bacurí (R$11,90).



Com sabor super exótico e fresco essas delícias vieram acompanhar as suaves saladas pedidas: Salada Prátaí (R$ 18,90) - Rúcula, alface roxa, lâminas de batata confitada, queijo coalho, manga e dressing de pimenta de cheiro. 

 
Salada Refrescante (R$19,90) - Folhas mistas, crisps de batata e presunto parma, vinagrete refrescante e dressing de yogurt.


Mesmo não sendo a minha maior alegria nem minha pedida natural, posso dizer que as saladas estavam gostosas, tempero suave e sabores diferentes e mesclados conferem aos pratos uma experiência agradável.

Agora que nossa consciência estava mais leve tendo ingerido nossa porção de fibras semanal, pudemos começar a comer coisas mais apetitosas ao nosso paladar bretão, então pedimos as deliciosas Batatas Wedges (R$18,00) – servidas com molho aioli.


Estas, deliciosas lascas de batata inglesa crocantes por fora e macias por dentro, uma maravilha para acompanhar uma cerveja trincando.

Como neste momento, já havíamos enfiado o pé na jaca, mergulhamos de cabeça no reino do carboidrato pedindo as famosas batatas suíças, que são lâminas de batatas cortadas em lágrimas e servidas como crepes recheadas em porções individuais ou para dois (nosso caso).

Pedimos a “Do Sertão”- Com carne de sol, queijo coalho e manteiga do sertão (R$ 23,60)

e Steak Rosti- filé, gorgonzola e espinafre (R$ 25,00).


As porções são gigantes e dão facilmente para 3 ou 4 pessoas comerem, tanto é que meu apetite e de meu sócio de maluquices e glutão Murilo ficou, pasmem, saciado, e o paladar extasiado com tamanha delícia.

Veredito: Voltaremos sempre nesta casa que sem sombra de dúvida é uma das mais interessantes da cidade. 

A casa abre suas portas oficialmente ao público dia 17/01 com o show da banda Mustaches & os Apaches as 23h, ingressos no local a R$ 10,00.

Rogério 

3 comentários:

  1. Estive - lá ontem, nota DEZ!!!

    ResponderExcluir
  2. Quem são os chef's? tem um bonitinho lá :$

    ResponderExcluir